Como administrar condomínios? Veja 4 Pontos Principais que você precisa saber!

Para saber como administrar condomínios de maneira eficiente é preciso ter atenção aos detalhes e profissionalismo, pois a tarefa significa cuidar de vários setores ao mesmo tempo, incluindo a realização de reuniões de assembleia, fiscalização de funcionários, além de ficar responsável pela parte administrativa do empreendimento.

 

Neste artigo, vamos apresentar os pontos mais importantes para realizar uma boa gestão. Leia a seguir!

 

Veja como administrar condomínios de forma certa e eficiente

 

Atualmente, as administradoras condominiais estão sendo vistas como uma solução para quem não tem tempo suficiente e precisa de uma ajuda extra para administrar condomínios. Por conta das muitas responsabilidades de um síndico, contratar uma empresa específica para isso pode ajudar.

 

Ainda assim, existem aqueles condomínios que fazem uma autogestão, na qual o síndico fica responsável pela administração como um todo. Para que possa realizar esse trabalho, ele precisa ter conhecimento sobre o financeiro, contabilidade, questões civis e leis trabalhistas.

 

Independentemente de qual seja o modelo de gestão, em ambos é importante se atentar aos seguintes aspectos para fazer uma administração de excelência: 

 

Uso da tecnologia

 

Aposte em softwares de gestão de condomínios, eles ajudam a otimizar diversos processos operacionais, como o controle de acesso de moradores e visitantes, segurança na portaria, prestação de contas, cobranças, pagamentos, relatórios, entre outros.

 

Existem sistemas e aplicativos dedicados a facilitar e agilizar ações e decisões para o condomínio, integrando o financeiro ao social e ainda reduzindo custos, fornecendo maior produtividade. 

 

Atente-se ao fluxo de caixa

 

Por meio do controle do fluxo de caixa é que o condomínio faz a gestão financeira das movimentações realizadas em determinado período, registrando as entradas de recursos e as saídas, prevendo despesas e recebimentos e fazendo cobranças de inadimplentes.

 

Além disso, é necessário realizar a prestação de contas, uma regra do Código Civil que visa a transparência.

 

Faça a gestão financeira

 

Além de cobrar os moradores, o condomínio precisa pagar dívidas e impostos. Do contrário, uma ação judicial pode até afetar a diminuição do valor do imóvel. Sendo assim, todo mês deve ser feito o recolhimento das taxas e contas essenciais como:

 

  • energia elétrica;
  • água;
  • gás;
  • funcionários (porteiros, faxineiras, zelador e jardineiro);
  • manutenções;
  • serviços (segurança, pintura, reparos, etc).

 

Com o plataforma da Condomob, por exemplo, é possível encontrar facilidades e automação de cobranças que o Sistema Financeiro oferece, com tabelas eletrônica de controle de consumo, boleto online e até opção de cobrança automática no aplicativo. Ou seja, é uma ferramenta facilitadora e que beneficia quem administra condomínios.

 

Siga a convenção condominial

 

Para uma administração eficiente o condomínio precisa de um conjunto de regras e informações importantes. É uma espécie de “Constituição”, com os direitos e deveres internos a serem seguidos pelos moradores. Como a disposição de vagas de estacionamento, por exemplo

 

Administrar condomínios é uma tarefa que reúne diversos detalhes, portanto precisa de organização. Para continuar acompanhando informações sobre o assunto, leia os artigos do blog do CONDOMOB!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyrights Condomob 2021. Todos os direitos reservados.